• 23/04/2024

Infokand

Informação e conhecimento para alcançar resultados

USB (Universal Serial Bus)

Anderson Brito

ByAnderson Brito

fev 23, 2023

Introdução USB (Universal Serial Bus) é uma interface de computador padronizada que conecta dispositivos externos, como impressoras, unidades de armazenamento, teclados, ratos e outros dispositivos de entrada ao computador. Desde sua criação em 1996, o USB foi desenvolvido e melhorado por meio de cinco gerações ou versões diferentes. Esta versatilidade tornou o USB o padrão para conectar dispositivos eletrônicos. Neste artigo, discutiremos cada versão em detalhes, incluindo USB 1.1, 2.0, 3.0, 3.1, 4.0 e 4.2.

USB 1.1

A primeira versão do USB foi introduzida em 1996, conhecida como USB 1.1. Esta versão foi muito popular nos computadores, pois permitia que as pessoas conectassem dispositivos externos, como impressoras, unidades de armazenamento, teclados, ratos e outros dispositivos de entrada ao computador. USB 1.1 era extremamente versátil, permitindo que os dispositivos externos funcionassem com qualquer computador compatível com USB, independentemente do sistema operacional. Esta versão oferecia velocidades de transferência de dados até 12 Mbps. Embora isso possa parecer baixo em comparação com as versões posteriores, ainda era suficiente para garantir que os dispositivos externos funcionassem adequadamente. No entanto, a velocidade de transferência de dados era lenta em comparação com outras versões.

USB 2.0

A segunda versão do USB foi lançada em 2000 e chamada de USB 2.0. Esta versão ofereceu velocidades de transferência de dados até 480 Mbps, que era 40 vezes mais rápido do que a velocidade da versão anterior. Essa velocidade de transferência de dados permitiu que os usuários transferissem arquivos grandes, como vídeos e imagens, para o computador de forma mais rápida. Além de oferecer velocidades de transferência de dados mais rápidas, o USB 2.0 também foi projetado para ser mais eficiente em termos de energia. Isso significava que os dispositivos conectados ao computador consumiam menos energia do que antes. Isso tornou o USB 2.0 mais atraente para os usuários, pois permitiu que eles conectassem vários dispositivos ao computador sem ter que se preocupar com o consumo de energia.

USB 3.0

A terceira versão do USB foi lançada em 2008. Esta versão, conhecida como USB 3.0, ofereceu velocidades de transferência de dados até 5 Gbps, que é 10 vezes mais rápido do que o USB 2.0. Isso significava que os usuários eram capazes de transferir arquivos grandes, como vídeos e imagens, para o computador de forma mais rápida. Além de oferecer velocidades de transferência de dados mais rápidas, o USB 3.0 também foi projetado para ser mais eficiente em termos de energia. Isso significava que os dispositivos conectados ao computador consumiam menos energia do que antes. Isso tornou o USB 3.0 ainda mais atraente para os usuários, pois permitiu que eles conectassem vários dispositivos ao computador sem ter que se preocupar com o consumo de energia.

USB 3.1

A quarta versão do USB foi lançada em 2013. Esta versão, conhecida como USB 3.1, ofereceu velocidades de transferência de dados até 10 Gbps, que é 20 vezes mais rápido do que o USB 3.0. Isso significava que os usuários eram capazes de transferir arquivos grandes, como vídeos e imagens, para o computador de forma mais rápida. Além de oferecer velocidades de transferência de dados mais rápidas, o USB 3.1 também foi projetado para ser ainda mais eficiente em termos de energia. Isso significava que os dispositivos conectados ao computador consumiam menos energia do que antes. Isso tornou o USB 3.1 ainda mais atraente para os usuários, pois permitiu que eles conectassem vários dispositivos ao computador sem ter que se preocupar com o consumo de energia.

USB 4.0

Em 2017, a versão 4.0 do USB foi lançada. Ela trouxe velocidades de transferência de dados até 40 Gbps, o que permitiu que dispositivos como monitores externos, unidades de armazenamento externas e outros dispositivos de alta velocidade fossem conectados e transferissem dados rapidamente. Além disso, o USB 4.0 trouxe suporte a tecnologias como Thunderbolt 3, que permite a conexão de dispositivos com velocidades de transferência de dados até 40 Gbps. Isso significa que os dispositivos conectados ao USB 4.0 podem ser usados para fazer streaming de vídeo de alta qualidade e outras tarefas intensivas.

USB 4.2

O USB Promoter Group divulgou recentemente os detalhes da versão USB 4 2.0, que dobrará a velocidade de transferência de dados em até 80 Gbps (gigabits por segundo). O suporte a essa taxa será possível nos cabos USB-C passivos de 40 Gbps já existentes e nos novos cabos USB-Tipo C ativos de 80 Gbps que estão por vir. Estes possuem chips integrados, o que permite uma transferência de dados mais rápida.

Além disso, as especificações do USB-C e do protocolo de carregamento USB Power Delivery (PD), presente nos cabos e conectores USB-C, serão atualizadas para permitir esses níveis de transferência compatíveis com o USB4 2.0. O mesmo ocorrerá com o USB 3.2, DisplayPort e PCI Express, que terão seu desempenho melhorado para melhor utilização da largura de banda disponível. O USB 3.2, por exemplo, terá sua nova arquitetura permitindo ultrapassar 20 Gbps de velocidade no túnel de dados.

O USB 1.1, USB 2.0, USB 3.0 e USB 4.0 são todas versões do padrão USB que tornaram possível a conexão de dispositivos a computadores, permitindo transferências de dados mais rápidas e mais confiáveis. Eles também permitiram a criação de dispositivos mais compactos e mais fáceis de usar, tornando os computadores modernos muito mais versáteis e úteis.

Anderson Brito

By Anderson Brito

Engenheiro de Software com Mestrado que atua na área de TI a quase três décadas. Entusiasta de hardware e conceitos relacionados a IA, Internet das Coisas e Arquitetura de software.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *