• 23/04/2024

Infokand

Informação e conhecimento para alcançar resultados

Placa-mãe

Anderson Brito

ByAnderson Brito

fev 22, 2023

Uma Placa-Mãe é o componente principal de um computador. Ela tem o papel de conectar e interligar todos os demais componentes do computador, centralizando a maioria das conexões eletrônicas, como um componente de ligação entre os periféricos e o processador. A Placa-Mãe também chamada de Motherboard ou Mainboard é responsável por gerenciar os sinais eletrônicos que passam entre os componentes do computador, como memória RAM, vídeo, som, etc.

Alimentação

A alimentação de uma Placa-Mãe é fornecida pelo gabinete através de uma fonte de alimentação, que é responsável por fornecer ao componente toda a energia necessária para sua operação. As placas-mãe podem ser alimentadas por dois tipos de fonte de alimentação: ATX e AT. A placa-mãe ATX é a mais comum e oferece uma maior quantidade de recursos, como mais portas USB, mais slots de memória e maior compatibilidade com novas tecnologias.

Normalmente, a alimentação é fornecida pelas conexões P4 e P8, sendo que a P4 é responsável por fornecer a alimentação de 12V, e a P8 é responsável por fornecer a alimentação de 5V e 3,3V.

Chipset

Um chipset é um circuito integrado que contém os circuitos necessários para o funcionamento da Placa-Mãe. Ele é responsável por interligar todos os demais componentes do computador, e ainda por controlar o fluxo de dados entre eles. Os chipsets são divididos em dois tipos principais: Ponte Norte e Ponte Sul.

  • Ponte Norte (North Bridge): Responsável por controlar a comunicação entre os componentes mais importantes do computador, tais como a memória RAM, o processador e a placa de vídeo.
  • Ponte Sul (South Bridge): Responsável por controlar o fluxo de dados entre os componentes menos importantes do computador, tais como a placa de som, a rede, os discos rígidos, as portas USB e a unidade de CD/DVD.

PCI Express

O PCI Express, ou PCIe, é o padrão de conexão padrão para computadores desde 2004 e é a mais recente evolução da tecnologia Peripheral Component Interconnect (PCI). A versão mais recente, PCI Express 5.0, foi lançada em 2019, tornando-se a última versão da tecnologia PCIe. O PCI Express também foi projetado para ser compatível com os dispositivos PCI Express anteriores, permitindo que os usuários atualizem seus sistemas para a tecnologia mais recente sem ter que comprar novos dispositivos.

  • PCI Express 1.0: Lançado em 2004 como um sucessor do PCI. O PCI Express 1.0 foi projetado para fornecer taxas de transferência de dados mais rápidas e maior largura de banda do que o PCI. O PCI Express 1.0 é capaz de oferecer taxas de transferência de dados de 2,5 Gb/s por canal em direção ao dispositivo, com um total de 8 Gb/s em ambas as direções.
  • PCI Express 2.0: Lançado em 2007 como uma atualização do pci Express 1.0. O PCI Express 2.0 é capaz de atingir taxas de transferência de dados de 5 Gb/s por canal, com um total de 16 Gb/s em ambas as direções. Além disso, o PCI Express 2.0 oferece melhorias de desempenho e maior largura de banda.
  • PCI Express 3.0: Lançado em 2010 como uma atualização do PCI Express 2.0. O PCI Express 3.0 é capaz de atingir taxas de transferência de dados de 8 Gb/s por canal, com um total de 32 Gb/s em ambas as direções. Além disso, o PCI Express 3.0 oferece melhorias de desempenho, maior largura de banda e maior eficiência de energia.
  • PCI Express 4.0: Lançado em 2017 como uma atualização do PCI Express 3.0. O PCI Express 4.0 é capaz de atingir taxas de transferência de dados de 16 Gb/s por canal, com um total de 64 Gb/s em ambas as direções. Além disso, o PCI Express 4.0 oferece melhorias de desempenho, maior largura de banda e maior eficiência de energia.
  • PCI Express 5.0: Lançado em 2019 como uma atualização do PCI Express 4.0. O PCI Express 5.0 é capaz de atingir taxas de transferência de dados de 32 Gb/s por canal, com um total de 128 Gb/s em ambas as direções. Além disso, o PCI Express 5.0 oferece melhorias de desempenho, maior largura de banda e maior eficiência de energia. Esta versão também oferece melhorias na latência de transmissão de dados, permitindo que os dispositivos se comuniquem em menor tempo.

O PCI Express é o padrão de conexão padrão para computadores desde 2004. Desde então, o padrão tem passado por várias atualizações, com a versão mais recente sendo o PCI Express 5.0, que foi lançado em 2019. O PCI Express 5.0 oferece melhorias de desempenho, maior largura de banda, maior eficiência de energia e melhorias na latência de transmissão de dados.

USB

As portas USB (Universal Serial Bus) são responsáveis por conectar dispositivos externos ao computador, tais como teclados, mouses, impressoras, scanners, etc. Estas portas são normalmente encontradas nas versões USB 2.0 e USB 3.0, sendo que a USB 3.0 é mais rápida que a USB 2.0.

SATA

As portas SATA (Serial ATA) são responsáveis por conectar discos rígidos ao computador. Estas portas são normalmente encontradas na versão SATA 2.0, mas existem também as versões SATA 3.0 e SATA 4.0, que são mais rápidas que a SATA 2.0.

NVMe

As portas NVMe (Non-Volatile Memory Express) são responsáveis por conectar unidades de armazenamento de estado sólido (SSD) ao computador. Estas portas são normalmente encontradas nas versões NVMe 1.0 e NVMe 2.0, sendo que a NVMe 2.0 é mais rápida que a NVMe 1.0.

Tamanhos

As Placas-Mãe são normalmente encontradas nas versões ATX, Micro-ATX e Mini-ITX. A ATX é a versão mais comum e é a que contém maior número de portas e conexões. A Micro-ATX é uma versão menor e mais compacta da ATX, sendo que ela conta com menos portas e conexões. A Mini-ITX é a versão menor e mais compacta das Placas-Mãe, sendo que ela conta com o menor número de portas e conexões.

Anderson Brito

By Anderson Brito

Engenheiro de Software com Mestrado que atua na área de TI a quase três décadas. Entusiasta de hardware e conceitos relacionados a IA, Internet das Coisas e Arquitetura de software.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *